segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Qual o seu Manequim??

Eis eu aqui passando no meu post semanal!! Gente... acho que finalmente eu estou entrando nos eixos... 600 a menos!!! e olha que eu não tou fazendo controle nem um...
Deve ser o amor. rsrsrs
Vamos ao meu post então...


Vagando pelos blogs por aí, vi dois posts (aqui e aqui) que não deveria passar desapercebido pela blogsfera light: A numeração/manequim "padrão". Eu li aqui que essa situação está BEM longe de chegar a um consenso.

Esses textos me lembraram a ultima vez que eu fui comprar calças jeans. Fui no stand que eu me acostumei a comprar - tanto pelo atendimento pois eles nunca me olharam de auto a baixo qdo eu dizia o manequim, qto pelos modelos de jeans que eles tinham, atendendo até ao 58.


Saí da ultima compra com uma calça 52, uma 50 e duas 48. Obviamente, a 52 acabou com a minha auto estima. O Vendedor veio com a história da "forma pequena" que nós mulheres rezamos pra que seja verdade e engolimos.

Tá - como eu só compro roupa qdo eu REALMENTE preciso, vamos aos fatos: a 50 eu ACABEI com ela - era de um jeans preto; modelo muito simples que eu não quis levar de antemão. Chegou a esbranquiçar entre as pernas - não tem conserto. Amei a calça pois a simplicidade dela fez com que ela combinasse com 90% das minhas roupas. Assim como eu estou acabando com uma das 48 - essa foi pra costureira pela primeira vez. A 52 que entrou TOXADA no dia e uma outra 48 que era modelo skinny estão literalmente "mofando" no meu armário.

Eu me questiono por que fazemos isso. No mundo das dietas uma das sugestões que se faz é exatamente comprar roupas numeração abaixo da atual como "incentivo" para emagrecer.
Isso funciona se vc é jovem demais, ou se vc realmente AMA a roupa. De outro modo, o melhor é vc comprar a numeração certa e se vc emagrecer com o tempo mandar apertar.
Não acho que uma roupa seja motivação pra emagrecer. (A não ser é claro um vestido de Noiva. ESSA é a mãe de todas as motivações possíveis!!!!)
Mas como motivação é muito pessoal vai de pessoa a pessoa, então isso varea.
A minha, definitivamente não são roupas. Acho que essa ditadura da moda onde diz que vc tem que usar um manequim 38 ou vc está "fora do padrão" horrivel.
Não acho errado quem queira usar essa numeração - longe de mim isso. - o que eu acho errado é não ter numeração maiores. Mandar a mulher pra uma "loja especializada" é o fim.

Soube de uma história de uma amiga que vivia pressionada com a moda. Chutou o balde, mandou a moda ir a m*, mandou o marido que a deixava pra baixo com o lance da auto imagem pastar e comprou uma overlock e passou a fazer as próprias roupas. Emagreceu, em 1 ano 15kgs.
Qdo a encontrei na rua perguntei o que tinha acontecido pois ela estava ótima (a verdade eu disse que estava linda.) ela mandou na lata "estou não! Eu SOU linda!!!!"

Voltei a andar com ela(claro, né???). Passar um pouco dessa energia positiva pra mim. E já está querendo me arrastar pr'um bando de coisas que eu acho que - AINDA - não tenho pique.
Mas isso já está mudando. Ela está me dando a maior força pra voltar a treinar (qdo era mais nova, pedalava e fazia natação e começava a ensaiar corrida.)
Vai que essa a guinada que estou precisando???

Beijos à todas e boa semana!!!

3 comentários:

Vania San disse...

ai ai ai

eu tenho medo de pensar que emagrecemos depois de grandes mudanças... porque não pretendo fazer nenhuma e quero mesmo emagrecer!

beijão

Rachel disse...

Olá, tb tenho um certo receio de já ficando pensando nessa coisa de manequim... mas é necessário em alguma hora! Ainda não sinto diferença na roupa apesar dos 4 quilos que já mandei embora e acho roupa melhor do que balança pra fazer esta comparação.

Acho que qd a vida da gente tá muito sem sal, vale dar um up, sim! Às vezes é mesmo isso que falta, uma amiga que te bota pra cima e te leva pra balada ou mesmo só incentiva com palavras... uma coisa nova que vc se dê de presente... enfim! Acho td muito válido!!! Te desejo mais sucesso e se aproxime mesmo de quem te bota lá nas nuvens, mas se colque vc mesma em primeiríssimo lugar1 bjão

Andréa Amaral disse...

Uma das coisas que me arrependo de não ter aprendido quando tive a oportunidade, foi costurar. Minha avó era uma exímia costureira e quando eu era criança, queria me ensinar e eu não queria saber. Hoje penso que se eu soubesse fazê-lo, metade da minha auto estima estaria resolvida, pois pelo menos onde eu moro, numa cidade serrana, no interior do Rio de Janeiro, as palavras gorda e fora de moda, caminham juntas. Eu só encontro roupa pra idosas, sem corte, com estampas pra fazer qualquer um chorar, tamanha breguice. Não é porque somos fofinhas que não temos noção de moda ou não queremos usar um decote ousado, mostrar as pernas, marcar a cintura com um belo vestido, pelo menos eu penso assim. Se eu tivesse grana, gostaria de investir neste mercado. São muitas jovens GG que não conseguem encontrar o que vestir...isso sim, me faz querer comer mais. Sua amiga é quem foi esperta. Acho que vou procurar um curso de corte e costura, ainda há tempo. Como tenho 41, ainda posso fazer diferença no meu próprio guarda roupa, antes de me aposentar para a vida de mulher bonita e gostosa.
Ah! adoro seu jeito de se expressar. Acompanho seu blog já tem um tempo, mas é a primeira vez que me pronuncio. parabéns. Não desanime. Atingiremos nossas metas. Acredite.